Grafia Braille para a Língua Portuguesa – MEC

Grátis!

Grafia Braille para a Língua Portuguesa do Ministério da Educação – para que os educandos cegos tenham acesso aos componentes curriculares e que os profissionais da área sintam-se preparados para atender, com qualidade, os usuários do Sistema Braille.

Início Imediato! Taxa única, sem mensalidades.


Compre pelo Whatsapp:
21 97279-3519
Peça seu link de pagamento simplificado

Categoria

Descrição

O Sistema Braille foi adotado no Brasil, a partir de 1854, com a criação do Imperial Instituto dos Meninos Cegos, hoje Instituto Benjamin Constant. Esse sistema inventado por Louis Braille, em 1825, foi utilizado em nosso país, na sua forma original, até a década de 40 do século XX.

A reforma ortográfica da Língua Portuguesa, ocorrida à época, impôs algumas modificações no Braille, de origem francesa, aqui utilizado. Pela ausência de uma definição governamental, as alterações no Sistema Braille, posteriormente ocorridas, ficaram a mercê dos esforços de professores, técnicos especializados e de instituições ligadas à educação de cegos e à produção de livros em braille, que procuraram manter o sistema acessível e atualizado até a última década do século XX. Com a publicação da Grafia Braille para a Língua Portuguesa, o Ministério da Educação, além de reafirmar o compromisso com a formação intelectual, profissional e cultural do cidadão cego brasileiro, contribuirá significativamente para a unificação da grafia braille nos países de língua portuguesa, conforme recomendação da União Mundial de Cegos – UMC e UNESCO.

Este documento é produto de um trabalho criterioso desenvolvido conjuntamente pelas Comissões de Braille do Brasil e de Portugal desde 1996, hoje com amparo legal no Protocolo de Colaboração Brasil/Portugal nas Áreas de Uso e Modalidades de Aplicação do Sistema Braille, firmado em Lisboa no dia 25 de maio de 2000. Trata-se de um documento normatizador e de consulta, destinado especialmente a professores, transcritores, revisores e usuários do Sistema Braille. As edições da Grafia Braille para a Língua Portuguesa no Brasil e em Portugal, em tinta e em braille, beneficiarão, certamente, todas as pessoas cegas dos países de língua oficial portuguesa (PALOPS). Esperamos que esta publicação venha a atingir seus objetivos, permitindo que os educandos cegos tenham acesso aos componentes curriculares e que os profissionais da área sintam-se preparados para atender, com qualidade, os usuários do Sistema Braille.

Autor

Brasil. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial.

Grafia Braille para a Língua Portuguesa / elaboração : Cerqueira, Jonir Bechara… [et al.].
Secretaria de Educação Especial. Brasília: SEESP, 2006.

106 páginas
ISBN: 978-85-60331-03-1

Palavras chave: 1. Educação Especial. 2. Grafia Braille para a Lingua Portuguesa. 3. Braille.


Avaliações (0)

Avaliações


Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Grafia Braille para a Língua Portuguesa – MEC”


Quem somos

Queremos mudar vidas! Não só a vida das pessoas com deficiência, mas de todas as pessoas que os cercam: familiares, amigos, colegas e também dos próprios professores. O Instituto Itard é uma atividade da Faculdade FACIBRA, instituição credenciada no MEC fundada em 1999. Saiba mais.

Alguns depoimentos na nossa página do facebook

Curta nossa página facebook.com/institutoitard

Compre pelo Whatsapp:
21 97279-3519
Peça seu link de pagamento simplificado