5 formas fáceis (e seguras) de adaptar atividades para alunos com deficiência intelectual

Vamos ver passo a passo ilustrado de como adaptar atividades para alunos com deficiência intelectual nesse artigo.

Peguei uma atividade comum de língua portuguesa sobre tempo verbal, que pode ser usada tanto no ensino médio quanto no ensino fundamental e adaptar para que alunos com deficiência intelectual consigam fazer sem pedir ajuda e acertar.

Observe a atividade sem adaptação

atividade sem adaptação para alunos com deficiência intelectual
Exemplo de atividade sem adaptação para alunos com deficiência intelectual

Nessa atividade o aluno precisa preencher a lacuna de cada questão usando palavras do quadro no enunciado da atividade.

Vamos ver agora 5 diferentes formas para adaptar atividades para alunos com deficiência intelectual.

Adaptação de atividade pelo objetivo

Nas questões são abordados 2 tipos de objetivos: um é o aluno identificar verbos no futuro do presente e outro identificar verbos no pretérito perfeito.

Sempre que existem um ou mais objetivos numa mesma atividade podemos realizar uma adaptação simples que é separar um objetivo para cada atividade.

Isso se chama adaptação do objetivo.

A adaptação do objetivo acontece quando separamos vários objetivos em atividades diferentes, ou quando dividimos um objetivo em vários.

Essa é uma técnica inclusiva chamada Análise de Tarefas, que tem comprovação científica.

Veja como fica a atividade original com adaptação do objetivo:

atividade adaptada pelo objetivo para aluno com deficiência intelectual
Exemplo de atividade adaptada pelo objetivo para alunos com deficiência intelectual

Como eram 2 objetivos a atividade ficou dividida em parte 1 e parte 2.

atividade adaptada pelo objetivo 2 para aluno com deficiência intelectual
2º exemplo de atividade adaptada pelo objetivo, para alunos com deficiência intelectual

Essa simples modificação já pode ser considerada uma adaptação.

Se a adaptação será funcional ou não, isso depende do resultado da atividade.

Para saber se uma adaptação funciona, o aluno deve conseguir fazer a atividade sem pedir ajuda e acertar na maioria das vezes.

Caso isso não ocorra podemos dizer que a adaptação não foi eficaz.

Para aumentar a eficácia de qualquer adaptação vamos empilhar técnicas inclusivas e recursos adaptados para um objetivo acessível.

Para isso, vamos adicionar outra forma de adaptar à atividade acima, que já sofreu uma adaptação.

Adaptação de atividade pelo layout

Nessa forma de adaptar atividades para alunos com deficiência intelectual mudamos a estrutura da atividade para evitar possíveis barreiras que fazem o aluno errar ou pedir muita ajuda.

Na atividade original o aluno precisa sempre buscar num quadro uma palavra que corresponda à questão que está resolvendo.

Esse movimento de “subir” e “descer” numa busca a cada questão pode gerar um esforço desnecessário ao aluno e se transformar numa barreira.

Com uma simples adaptação no layout eliminamos a busca pela informação e reduzimos as possibilidades de erro.

Confira na imagem abaixo:

atividade adaptada pela estrutura para aluno com deficiência intelectual
Exemplo de atividade adaptada pelo objetivo e pela estrutura, para alunos com deficiência intelectual

Ao invés de colocar as alternativas todas juntas num quadro isolado, colocamos as opções ao lado de cada questão, reduzindo assim o tempo de busca.

Esse é um exemplo de adaptação de atividade pelo layout, mudando a estrutura da atividade.

Já adicionamos 2 formas de adaptar atividades à nossa atividade original.

Adaptamos o objetivo e a estrutura.

Se mesmo assim nosso aluno ainda não consegue fazer sozinho sem errar, podemos adicionar outra forma de adaptar nessa mesma atividade.

Adaptação de atividades pelo campo semântico

Uma técnica inclusiva que gosto muito de usar se chama campo semântico.

Essa é uma forma de adaptar atividades para alunos com deficiência intelectual otimizando o vocabulário usado na atividade para algo dentro do campo de conhecimento do aluno.

Por que usar palavras que o aluno não domina para exercitar um objetivo educacional que o aluno possui dificuldade para aprender?

Existe hora certa para ampliar o vocabulário de alunos com dificuldades de aprendizado e te garanto que não é na hora do aluno exercitar algo que é complexo para ele.

Na atividade abaixo adicionamos uma nova forma de adaptar atividades sem mudar o objetivo original

atividade adaptada pelo vocabulário para aluno com deficiência intelectual
Exemplo de atividade adaptada pelo objetivo, estrutura e vocabulário, para alunos com deficiência intelectual

O objetivo original permanece, mas as palavras da atividade não são mais um obstáculo para nosso aluno hipotético com deficiência intelectual.

Dica: a escolha das palavras precisa ser feita com base no vocabulário atual do aluno, dando preferência para algo de seu interesse.

Já está bom?

Só que dá pra melhorar muito.

Adaptação de atividades com apoio visual

Se mesmo com as adaptações acima o aluno ainda apresenta falta de autonomia ou alta taxa de erros, o apoio visual pode ser uma excelente escolha.

Selecione imagens que ajudem o aluno a fazer a interpretação do texto lido.

Imagens que não dizem nada ou que não dão clareza para o aluno devem ser descartadas.

Lembre-se: é melhor não usar imagem nenhuma do que uma imagem que pode confundir o aluno.

Veja como fica a adaptação de atividade com apoio visual:

atividade adaptada com apoio visual para aluno com deficiência intelectual
Exemplo de atividade adaptada pelo objetivo, estrutura e vocabulário, com apoio visual, para alunos com deficiência intelectual

Nossa atividade já foi adaptada pelo objetivo, a estrutura (layout), o vocabulário e adicionamos apoio visual.

E agora vou te apresentar a 5º forma de adaptar atividades desse artigo que considero uma das mais poderosas de todas.

Adaptação de atividade com modelagem

Dar modelo (ou modelagem) é apenas umas das técnicas inclusivas que podemos usar para adaptar atividades.

Trata-se de dar um exemplo de como o aluno deve proceder para realizar a atividade.

Repare que é mais eficiente dar um modelo do que explicar verbalmente.

Isso vale para a maioria dos alunos, independente de ter ou não diagnóstico.

Não tenha receio de usar essa forma de adaptar atividades.

Veja como fica nossa atividade com modelo:

atividade adaptada com modelagem para aluno com deficiência intelectual
Exemplo de atividade adaptada pelo objetivo, estrutura e vocabulário, com apoio visual e modelagem, para alunos com deficiência intelectual

Melhor do que um grande enunciado ou uma explicação verbal, é você dar modelo de como a atividade deve ser feita na própria atividade.

Isso criar possibilidades do aluno conseguir fazer e acertar sem pedir ajuda, ou seja, para você alcançar máxima eficácia na sua adaptação de atividade.

Recapitulando as 5 formas de adaptar atividades para alunos com deficiência intelectual

  • Adaptação de atividade pelo objetivo: trabalhe um objetivo de cada vez faça a divisão de objetivos em partes menores.
  • Adaptação de atividade pela estrutura (layout): use uma estrutura de atividade que não crie barreiras para o aluno.
  • Adaptação de atividade pelo vocabulário: trabalhe com palavras conhecidas e usadas pelo aluno.
  • Adaptação de atividade com apoio visual: adicione apoio visual que realmente ajude na interpretação e assimilação de conceitos.
  • Adaptação de atividade com modelagem: mostre seu aluno como fazer adicionando um exemplo na própria atividade.

Lembre-se: para adaptar atividades de maneira eficaz, segura e descomplicada, basta combinar combinar um objetivo acessível com técnicas inclusivas e recursos adaptados. 

O que você achou dessas formas de adaptar atividades?

Comenta aqui pra mim.

Abraços inclusivos.

Leandro Rodrigues

Eu sou Leandro e acredito que as pessoas podem evoluir muito além dos rótulos, estigmas e preconceitos. Todos podem aprender. Esp. em Educação, Diversidade e Inclusão Social. Formação inicial em Ciência da Computação. Fundador do Instituto Itard e criador do curso Adaptando Atividades para Alunos com Deficiência.

25 thoughts on “5 formas fáceis (e seguras) de adaptar atividades para alunos com deficiência intelectual

  1. Ana says:

    Sempre uma barreira para os colegas da sala de aula. Todos os anos é preciso explicar e retomar a adaptação para os estudantes que atendo na sala de recursos. Vou compartilhar. Nunca tinha lido um conteúdo tão didático e inclusivo. Obrigada, parabéns!

  2. Zailton Rocha says:

    Parabéns, muito bem explicado uma ótima apresentação e de fácil esclarecimento. Vai ajudar muito em minhas práticas pedagógicas.

  3. Jovina Paz Grazioli says:

    Excelente aprendizado! Me formei em pedagogia numa faculdade de renome e antes de lecionar fiz um curso de pós-graduação em educação especial e foi nesse site que estou realmente aprendendo sobre educação inclusiva na prática. Obrigada!

  4. Lenilda de Lira Albuquerque says:

    Tenho uma filha que 10 anos e tem necessidades especiais pois não anda e nem fala está no 2 ano . Mas ela muito inteligente eu sei que ela capaz de ser alfabetizada ela conhece o alfabeto todo. Mas não vejo nenhum interesse do professor em da alfabetizar e eu quero alfabetizar ela em casa. Ano que vem eu não vou levar mais pra escola. Gostaria que me ajudasse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *