Ciclo da desmotivação escolar: seu aluno está nele?

Se meu aluno com deficiência está no Fundamental II e ainda não foi alfabetizado, temos um gravíssimo problema.

Ela vai para o 6º ano, depois tem o 7º ano, 8º ano… só que ele não pegou a matéria do 6º ano, por que?

Porque alfabetização é um pré-requisito para as disciplinas do 6º ano. A alfabetização é um pré-requisito para a escola inteira.

O aluno que não está alfabetizado ele vai ter problemas em todas as disciplinas da escola

Isso gera um efeito recorrente. Os desafios só aumentam e a motivação do aluno só diminui. É uma bola de neve.

Os conteúdos atrasados desse aluno só estão aumentando.

A situação desse aluno na escola só piora.

Isso cria um clima de que? Um clima de angústia.

É muito ruim quando o aluno percebe esse clima de angústia.

A criança ao entrar na escola fica ansiosa e cheias de expectativa. Ela espera que a escola seja um lugar onde lhe inspire confiança e, sobretudo, segurança. Porém se ela for contrariada em suas expectativas, torna-se muito difícil o seu processo de ensino-aprendizagem.

A escola tem que ser um ambiente onde o aluno se sinta motivado a voltar todo dia: o aprendizado precisa gerar prazer.

Qualquer coisa diferente disso é um problema.

Se ele se sente atrasado em relação aos colegas, se o aluno se sente atrasado em relação ao conteúdo, ele vai querer voltar no dia seguinte para a escola?

Não é porque o aluno tem deficiência que ele sente diferente de nós. Embora ele possa não expressar exatamente o que sente através de palavras, tenha certeza de que ele se motiva e se desmotiva, acredita e deixa de acreditar.

Por isso o primeiro passo para quebrar o ciclo da desmotivação é ter certeza que o seu aluno sabe que você acredita no potencial dele.

A motivação é um fator determinante para a aprendizagem.

É necessário que o professor disponha de muitos artifícios para conseguir desenvolver uma aprendizagem satisfatória, como também, descobrir o que motiva o aluno a querer aprender e a construir o seu próprio conhecimento.

São muitas as estratégias de aprendizagem que podem ser utilizadas para alunos com deficiência.

O Atendimento Educacional Especializado, que é especializado em entender as necessidades específicas do aluno com deficiência, pode junto com o professor regente aplicar essas estratégias avançadas para criar um novo ciclo: o ciclo da motivação em aprender.

Entre essas estratégias avançadas destaco o aprendizado significativo, reforço positivo e afetividade.

Aprendizado significativo: isso que vou ensinar para meu aluno serve para quê?  (segundo a visão de mundo dele)

Reforço positivo: quando meu aluno realiza um comportamento esperado, o que eu faço para estimular a repetição desse comportamento?

Afetividade: o vínculo entre meu aluno e eu está saudável? E o vínculo entre meu aluno e a comunidade escolar?

Faz sentido para você? Comente aqui.

Abraços,

Leandro Rodrigues

Eu sou Leandro e acredito que as pessoas podem evoluir muito além dos rótulos, estigmas e preconceitos. Todos podem aprender. Esp. em Educação, Diversidade e Inclusão Social. Formação inicial em Ciência da Computação. Fundador do Instituto Itard e criador do curso Adaptando Atividades para Alunos com Deficiência.

One thought on “Ciclo da desmotivação escolar: seu aluno está nele?

  1. Eliude Castro Souza says:

    É relevante criar um vínculo afetivo com o educando proporcionando confiança e estimulando sua autoestima, para que ele adquira confiança em si, bem como, avaliar individualmente no intuito de perceber as potencialidades e/ou as necessidades de cada um. Diante disso, criar estratégias e recursos que venha contribuir para seu aprendizado. É importante também utilizar estratégias lúdicas para estimular o prazer pelo aprender.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *